dentro

Celesc já restabeleceu 95% do sistema elétrico catarinense

Foto: Divulgação

Passados três dias da passagem do Ciclone Bomba pelo Sul do Brasil, a CELESC trabalha initerruptamente com suas 300 equipes de eletricistas e já conseguiu restabelecer 95% do sistema elétrico em toda Santa Catarina, que sofreu danos significativos causados pelo ciclone.

No momento, as regiões que mais sentem os efeitos da maior tragédia no sistema elétrico do estado em 60 anos são a Grande Florianópolis e o município de Lages. Equipes de reforço foram deslocadas das áreas já recuperadas para as que ainda apresentam muitas demandas. A população pode acompanhar o andamento dos trabalhos no mapa que mostra a situação em tempo real, no site da Celesc: www.celesc.com.br.

As condições de cada ocorrência vêm sendo avaliadas pelas equipes de atendimento e a intenção da empresa é recompor grande parte do sistema ainda hoje, mas dependendo da complexidade e do acesso a algumas regiões, os casos mais complicados podem ser resolvidos até manhã, domingo (05 de julho). Enquanto isso, a Celesc pede atenção aos catarinenses para que mantenham-se afastados de cabos, fios e postes, pois eles podem estar energizados, oferecendo sério risco à vida.

Também esclarece que alguns casos são mais complexos do que aparentam. Por exemplo, quando há queima do fusível, outros componentes da rede são afetados e também precisam ser substituídos por uma equipe de profissionais especializados da companhia.

Além disso, existem situações em que parte dos consumidores de uma mesma localidade podem estar com a rede energizada e outros não. Isso acontece porque mesmo quando o alimentador é recuperado, alguns transformadores que levam energia a imóveis de áreas próximas podem apresentar problemas e precisar de reparos.

Nesses casos, a orientação é fazer um novo registro sobre a falta de energia, de preferência pelo App Celesc (para iOs e Android), ou no ícone “Sem Luz” no site da empresa. Atualmente, o Call Center para emergências da Celesc – 0800 48 0196 – está funcionando, mas devido à alta demanda pode haver atraso no atendimento ou na identificação dos locais com defeito na rede de distribuição. Outra opção é enviar SMS para 48196, com a mensagem SEM LUZ.

Fonte: Assessoria de Comunicação Celesc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Através de reuniões prefeito Ceron estuda a liberação de novas atividades em Lages

Pancadaria na Avenida Mal Floriano em Lages