dentro

Cesar Missioneiro e a Quaresma no Campo

Aproximadamente 200 anos depois da morte de Jesus Cristo, os cristãos criaram a comemoração à Páscoa, com três dias dedicados a oração, meditação e jejum, porém mais ou menos 150 anos depois, aumentaram o tempo para 40 dias já que apenas três dias de dedicação ao simbolismo maior da história de Jesus, que é a sua ressurreição, seria muito pouco – Estava criada a Quadragésima ou Quaresma. As Igrejas Ortodoxa, Anglicana e Luterana também celebram a Quaresma.

Na Bíblia, o numeral quarenta é muito frequente, são os 40 dias de Dilúvio, 40 dias de Moisés no Monte Sinai, 40 dias de peregrinação de Jesus pelo deserto, o profeta Elias caminhou 40 dias e 40 noites até o monte Oreb onde se encontrou com Deus, são 40 anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, 40 anos de reinado de Saul, Davi e Salomão.

A Quaresma é um período de oração, meditação e jejum voluntário de bebida, alimentos ou o que esteja na mente como penitência. Este é o período de maior consternação que todos os cristãos devem sentir em respeito a história de Jesus. Na Quaresma se misturam religiosidade, tradição e superstição ou seja além da dedicação religiosa outros fatores fazem parte do imaginário supersticioso e criativo dos apaixonantes e hipnóticos causos de assombração nas antigas cozinhas e nas rodas de fogo de chão. Vejamos algumas proibições a partir da quarta-feira de Cinzas – início da Quaresma e na sexta-feira Santa –final da Quaresma. No caso de infração, o infrator seria punido exemplarmente; “Num baile que se estendeu além da meia noite da quarta-feira de cinzas, uma bela donzela que bailava descontraída e esquecida da proibição vê entrar no salão um belíssimo e bem vestido homem que vai em sua direção fitando-a firmemente nos olhos e a tira para dançar. Ela como que encantada, hipnoticamente abraça o moço e saem bailando, embora ele dançasse com extrema leveza, em dado momento pisou no pé da moça ferindo-a. A moça olha com surpresa para os pés e vê que ao invés de pés, o belo moço tem patas de boi. Ela dá um grito alucinado e desfalece, se ouvem um forte estouro e o homem some sob uma fumaça que se espalha, ficam todos paralisados e um fortíssimo cheiro de enxofre. . .

Durante a Quaresma não convém olhar espelhos à noite poderá enxergar alma penada ou assombração, não dançar porque cria rabo, se recolher mais cedo para evitar o boi-tatá, as bruxas, o lobisomem ou mula-sem-cabeça, que correm pelos campos e bebem sangue humano. Na sexta-feira Santa se tirar leite sai sangue, se cortar as unhas faz unheiro, se comer carne dói os dentes, se pentear o cabelo dói a cabeça e se varrer a casa inflama os dedos e alvorota os bichos peçonhentos.

Quaresma é tempo de recolhimento, meditação, reflexão e jejum, é tempo de exercitar humildade religiosa e entrega espiritual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Membro do PGC é preso em Lages

Malaco é pego pela polícia vendendo bicicleta roubada