dentro

Corneteiro de Plantão: estamos de olho

Despejo

A Prefeitura de Lages, município polo da região Serrana, recebeu ordem de despejo por falta de pagamento pelo período de quase sete anos de um imóvel de propriedade da empresa de telefonia OI/SA, localizado na rua Nereu Ramos defronte ao Calçadão da Praça João Costa.

O imóvel foi locado em 2014 para funcionar uma Central de Informações Turísticas, mas por último a sala era ocupada pela Associação de Artesões de Lages.

Conforme veiculado em um blog local, a administração pública vai requerer oportunamente a compensação financeira judicial, pois, o município é credor de um valor maior do que deve a empresa credora, sendo que os processos já se encontram na fase de execução fiscal.Acreditem se quiser. Mas Prefeitura de Lages, município polo da região Serrana, recebeu ordem de despejo por falta de pagamento pelo período de quase sete anos de um imóvel de propriedade da operadora de telefonia e internet OI S/A, localizado na rua Nereu Ramos defronte ao Calçadão da Praça João Costa.

O imóvel foi locado em 2014 para funcionar uma Central de Informações Turísticas, mas por último a sala era ocupada pela Associação de Artesões de Lages.

Conforme veiculado em um blog local, a administração pública vai requerer oportunamente a compensação financeira judicial, pois o município é credor de um valor maior do que deve a OI, , sendo que os processos já encontram-se na fase de execução fiscal.

Vacinação

Até o momento não há uma justificativa plausível para a não realização da vacinação aos sábados no período da tarde e, durante o domingo. Existe uma reclamação da Secretaria Municipal de Saúde da baixa procura pela vacina, sendo que durante os finais de semana, sábado e domingo, grande parte da população não trabalha, podendo fazer uso desse tempo livre para se vacinar.

Covid-19

A falta de consciência por uma boa parte da população de Lages, que insiste no não cumprimento dos regramentos contidos nos decretos municipal e estadual, promovendo aglomerações com eventos e festinhas clandestinas, aliada ao fato dos governantes não aguentarem a pressão dos setores ligados a industria, comércio e eventos, são responsáveis pela instabilidade dos números de óbitos, casos positivados e ocupação de leitos de enfermaria e UTIs.

Não adianta depositar nossa total confiança na vacinação como salvadora da pátria se não fizermos nossa parte. Fica a dica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sábado(22), a vacinação contra Covid 19 em Lages somente no Parque Conta Dinheiro

Ampliada a vacinação no parque Conta Dinheiro neste sábado