dentro

Defensoria Pública do Estado recomenda Lockdown em Lages

Imagem: Divulgação

Em razão dos números de casos positivados mostrarem uma ascendência, e com a ocupação de leitos de UTI chegando aos 94%, além do aumento de óbitos registrados por Covid 19 em Lages estarem aumentando, a Defensoria Pública do Estado, encaminhou um ofício ao prefeito de Lages Antônio Ceron e ao secretário municipal de saúde Claiton Camargo de Souza, recomendando que sejam suspensas por completo todas as atividades consideradas não essenciais no município, ou seja, um novo lockdown.

A justificativa para que sejam tomadas essas novas medidas restritivas (nova quarentena), é de que nesta quarta-feira (29 de julho), os hospitais de Lages atingiram 94% de ocupação em todos os leitos de UTI exclusivos para a Covid-19, além do município contabilizar (dados oficiais do dia 28 de julho), 1.047 casos positivados, além de 15 óbitos. A defensoria Pública do Estado, ainda destaca nesse ofício, que municípios vizinhos com situação semelhante já decretaram a suspensão das atividades não essenciais, visando além de promover o bem estar de seus munícipes o desafogamento dos leitos de UTI da cidade3 de Lages, considerada polo na questão de tratamento e enfre3ntamento ao novo Coronavírus.

O documento encaminhado aos gestores municipais aponta que as atividades e serviços não essenciais em funcionamento, mantém intensa a circulação de pessoas, propiciando maior transmissibilidade, além das medidas já tomadas até o presente momento com fiscalização de bares, restaurantes, pontos turísticos entre outros, não surtirem o efeito esperado, e fazendo deste modo com que a situação sanitária do município chegasse ao limite. Por isso a recomendação de lockdown“, enfatiza a Defensora Pública Mariana Macêdo.

O prazo para que o município adote a medida de lockdown é de 4 dias, caso a medida não0 seja adotada pelos gestores municipais, dentro do que é tarefa dessa estrutura de proteção de direitos coletivos, buscar-se-á, através de provocação ao Judiciário que se imponha tal obrigação para o município adotar o lockdown.

Fonte: Blog Edson Varela

Um comentário

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comprou celular com dinheiro falso e foi parar na Central de Polícia

Justiça determina que Estado coloque em funcionamento 9 leitos de UTI no HTR