dentro

Falta de reajustes na tabela pode ser o motivo da evasão de especialistas do SUS

Há 17 anos sem ser reajustada, a tabela de serviços de saúde, no Sistema Único de Saúde, SUS, é um dos principais entraves para melhorar o atendimento da população pelo SUS, afirma a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania). A declaração da parlamentar ocorreu em audiência pública realizada nesta semana pelo Grupo de Trabalho da tabela remuneração de procedimentos médicos do SUS. Pois há 17 anos os valores do SUS não são reajustados.

Segundo a Deputada, a falta de uma tabela adequada está sendo o principal motivo da evasão de especialistas, que não aceitam mais atender pelo SUS. Ela disse que há muito tempo a remuneração do SUS não cobre as despesas dos hospitais filantrópicos.

“O resultado é que as filas por atendimento só aumentam. A população está pagando um preço alto por isso. Nós aqui sabemos que isso é resultado da falta de revisão na tabela dos procedimentos. Estou vendo aqui que todos concordam com isso”, disse Carmen Zanotto, que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde.

O debate contou com a participação de representantes do Sindicato dos Médicos do Estado do Rio Grande do Sul, Conselho Federal de Medicina, Federação Nacional dos Médicos, Associação Médica Brasileira e representantes do governo.

A deputada atribuiu os mutirões à falta de revisão da tabela de procedimentos do SUS.

“Se tivéssemos uma tabela adequada, não precisaríamos de mutirões de cirurgias eletivas. Os pacientes seriam operados de acordo com a demanda e a necessidade”, reforçou Carmen Zanotto.

Fonte: Site Cidadania /Fotos: Robson Gonçalves/ Cidadania

Gabinete Carmen Zanotto

Silviane Mannrich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PPT aprende armas e munições no bairro Santa Clara em Lages

Equipe da Secretaria de Obras sempre pronta para atender pedidos da comunidade