dentro

Hospital e Maternidade Tereza Ramos destaca a importância do Incentivo à amamentação

Aproveitando o gancho da coloração que designa alguma pauta importante relacionada a questão da saúde da população como um todo, o Hospital e Maternidade Tereza Ramos (HMTR), destaca a importância do mês de Agosto Dourado, simbolizando a luta pelo incentivo à amamentação. A atenção deve ser voltada ao aleitamento materno, em que são tratadas pautas prezando ações de apoio, promoção e proteção à amamentação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as crianças devem ser amamentadas até o sexto mês de vida, podendo ser estendida até os 2 anos ou mais.  Porém, em certos casos, a mãe com dificuldade em amamentar seu filho pode recorrer ao Banco de Leite, que promove e incentiva a amamentação, além de coletar o excesso de leite de mães que o produzem em quantidades maiores do que o consumo do próprio filho. O alimento é doado para os bebês prematuros ou doentes, internados na Instituição.

O HMTR findou agosto com muita honra e alegria, pois o hospital estava sem contrato para a realização dos serviços de exames das análises do leite desde dezembro de 2019, e, neste mês os exames foram retomados. No setor Banco de Leite, o leite humano ordenhado e doado é pasteurizado e passa por uma série de testes e exames, como titulação de acidez Dornic, determinação de crematócrito/teor de gordura e controle de contaminação por bactérias/culturas do leite humano. Todas as amostras doadas são testadas e os produtos não podem ser comercializados, apenas doados mediante prescrição médica para os bebês internados na Neonatologia da Instituição.

Com o processo de pasteurização do leite humano ordenhado, garantimos que bebês internados na UTI Neonatal do HMTR, doentes, prematuros ou filhos de mães que não podem amamentar tenham acesso ao leite humano pasteurizado.

Os critérios para distribuição do leite humano pasteurizado são:

– RN prematuro ou de baixo peso, que não suga;

– RN infectado;

– RN em nutrição trófica;

– RN portador de imunodeficiência;

– RN portador de alergia a proteínas heterológas;

– Casos excepcionais, a critério médico.

Mais um serviço disponibilizado para a comunidade pelo excelente trabalho e comprometimento dos servidores do nosso Hospital e Maternidade Tereza Ramos.

Fonte e foto: Comunicação HMTR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PRF inicia Operação Independência

Homem é preso por suspeita de aliciar menino de dez anos em Lages