dentro

Menor é importunada sexualmente dentro de ônibus em Lages

Foto: Márcio Proença/Arquivo

Uma feminina menor de idade foi importunada sexualmente por volta das 13h da tarde de ontem, quinta-feira (23), por um masculino no interior de um ônibus da empresa Transul que faz a linha Centro bairro Petrópolis e vice-versa.

Conforme consta na resenha diária do 6º Batalhão da Polícia Militar, a vítima relatou aos policiais que atenderam a ocorrência,  que pegou o ônibus  próximo a sua residência no bairro Petrópolis em direção ao terminal urbano, localizado no Centro de Lages. Durante o trajeto a vítima sentou em um assento elevado, momento em que um masculino trajando roupas semelhantes ao uniforme do exército e chapéu preto, sentou no banco de trás e através de um espaço vazado no banco começou a apalpar seu corpo.

A vítima ainda destaca em seu relato, que entrou em pânico e não teve forças para esboçar nenhum tipo de reação no memento, sendo que ao chegar ao terminal, desceu do ônibus e imediatamente entrou em contato com os funcionários da empresa responsável pelo transporte coletivo na cidade, que de imediato acionaram a Polícia Militar.

Os funcionários do terminal urbano, informaram aos policiais que o masculino ainda estaria no interior de um dos ônibus da empresa, e repassaram o itinerário do veículo. De posse das informações os policiais localizaram o ônibus em deslocamento na Avenida Marechal Floriano, imediações de um posto de combustíveis, sendo realizada a abordagem do veículo e localizado o masculino autor dos fatos, o qual foi imediatamente reconhecido pela vítima.

Diante dos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão no local e foi conduzido com a vítima até a Central de Polícia onde foram adotadas as providências legais ao caso.

Destacamos que na noite de quarta-feira (23), um idoso com 61 anos foi acusado de estuprar a neta de sua companheira no bairro Santo Antônio em Lages. Clique aqui e saiba mais sobre o caso.

Saiba mais

Conforme o Art. 215-A. considera-se importunação sexual a pratica contra alguém e sem a sua anuência de ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.

Pena – reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, se o ato não constitui crime mais grave.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sala de raio X da UPA aguarda apenas o laudo técnico para entrar em funcionamento

Novo Decreto flexibiliza horário de supermercados e libera o uso do transporte coletivo a idosos