dentro

Pancadaria na Av Dom Pedro II termina com dois no hospital em Lages

Foto: Ilustrativa

Uma pancadaria terminou com duas vítimas levadas para a emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres com ferimentos na cabeça, na Avenida Dom Pedro II, bairro Vila Nova, por volta das 22h:51min.

Conforme consta na resenha diária do 6º Batalhão da Polícia Militar de Lages, os policiais foram acionado para atender a uma briga em via pública, com diversas pessoas envolvidas. Segundo informações repassadas por testemunhas, a pancadaria teve início quando os autores senhor de iniciais L.J.P de24 anos, e L.J.P., 20 anos, estavam no bar Beer Burger no endereço acima descrito, quando iniciou uma briga generalizada, em ato contínuo, os autores saíram do bar e continuaram a briga na rua Cruz e Souza, rua lateral do estabelecimento. Quando o Senhor identificado pelas inicias F.S., 39 anos, que também estava no Bar mas não estava envolvido na briga, foi apaziguar os ânimos, e os autores desferiram golpes com uma barra de ferro na região da sua cabeça, o qual correu para um estabelecimento próximo e pediu socorro, sendo prontamente atendido pela proprietária do local.

Na sequência, estava passando a segunda vítima C.L.G. 38 anos, conduzindo seu caminhão e utilizou da buzina para que os autores parassem de brigar, os quais munidos da barra de ferro lhe seguiram até a frente de sua residência e efetuaram mais golpes, ocasionando lesões graves na região da cabeça.

Após a agressão ao motorista do caminhão, os autores saíram pelas ruas próximas do local e com a barra de ferro danificaram mais dois carros que estavam na via pública. Um dos autores foi localizado e algemado pela guarnição do PPT com a barra de ferro, e enquanto a guarnição confeccionava o Boletim de Ocorrência o outro autor foi localizado escondido no pátio de uma residência próxima, atrás de uns arbustos na esquina da Rua Cruz e Souza.

Vale destacar que as vítimas das lesões foram encaminhadas para o Hospital pela equipe do SAMU para avaliação de seus estados clínicos e os autores bem como o objeto utilizado na prática do crime, encaminhados até a Central de Polícia. No local dos fatos a guarnição recebeu denúncias de que no bar aonde começou a vias de fato havia aglomeração de pessoas, então a guarnição específica para o COVID esteve no local e confeccionou o documento pertinente ao caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A falta de conscientização da população poderá levar Lages a um segundo lockdown

Dois municípios da Serra Catarinense já decretaram segundo lockdown