dentro

Poeira fazem moradores da Av. Primeiro de Maio pedirem por socorro

“Socorro. Não suportamos mais o pó nessa Avenida.” É o relato através de uma faixa de um dos 13 moradores que colocaram faixas em frente as suas casas na Avenida Primeiro de Maio.

Descaso do poder público com os moradores do bairro da várzea. Pois apesar de algumas dessas faixas já estarem se apagando devido ao tempo de exposição em frente às casas, nenhuma atitude até o momento foi tomada pelo poder público para resolver o problema da poeira na Avenida.

Apesar de ser uma das principais avenidas do município, é possível observar que nenhuma melhoria foi feita nos últimos tempos. Pois além do poeirão que levanta quando da passagem de veículos pequenos, ônibus e caminhões, a via ainda está cheia de buracos, no aguardo do asfaltamento da mesma, que foi uma das promessas de campanhas do atual prefeito que ainda não foi cumprida.

“Nossa situação aqui é crítica. Pois estamos fazendo essa manifestação aqui desde o ano passado para que o prefeito Antonio Ceron cumpra a sua promessa de campanha que era a de asfaltar a Avenida por onde passa o ônibus da Transul.” Relata César um dos moradores da Avenida Primeiro de Maio envolvidos na campanha.

Para piorar ainda mais a situação, foi feita uma creche nas imediações da Avenida, onde as funcionárias têm que trabalharem com as janelas fechadas, aguentando o calor intenso do verão, para amenizar a poeira ocasionada pelo tráfego de veículos.

“Essa situação nos leva a crer que o bairro da várzea não faz parte do mapa de Lages.” Finalizou Cesar morador do bairro da Várzea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feira do Peixe Vivo fará parte do Comunidade Melhor no sábado

Mulheres em evidência na Serra debaterão desafios