dentro

“Polícia Militar é a menina dos olhos do turismo de Santa Catarina”, afirma a presidente da Santur, Flávia Didomênico

A afirmação ocorreu durante passagem da presidente da Santur Flavia Didomenico pela Serra Catarinense. Ela cumpriu agenda em Bom Jardim da Serra e, em Lages, onde participou como palestrante do encerramento do II Curso de Articulação Operacional em Ambientes Turísticos da Polícia Militar.

A presidente da Santur destacou aos 32 policiais que concluíram o curso, que o trabalho desempenhado pela Polícia Militar de Santa Catarina é reconhecido em todos o país como de excelência. O órgão oficial de promoção turística de Santa Catarina acredita que a segurança pública impacta diretamente no desenvolvimento do turismo e, por isso, tem usado a boa imagem da instituição como promotora do setor.

“O trabalho desenvolvido pela Polícia Militar está sendo utilizado por nós, da Santur, como um agregador de valor ao nosso marketing de turismo. Segurança é sim, um fator decisivo para o turista na hora de decidir o destino da sua viagem”.

Polícia agrega valor à atividade do turismo e, consequentemente, à economia do estado. “O Ministério do Turismo deve lançar em breve algum programa ligado ao turismo mais seguro. Aqui em Santa Catarina nós já estamos planejando ações que vão ao encontro de projetos como este, de inciativa do 6º Batalhão, que posiciona o policial como um agente de turismo. Estruturar o turismo no interior é uma de nossas metas”.

 Turistas procuram a Serra Catarinense como destino por ser uma região segura

 Considerada uma das regiões mais seguras de Santa Catarina, a Serra é vista pelos turistas como um destino tranquilo e acolhedor para ser visitado não só no inverno, na alta temporada, mas também no verão, quando fogem da grande movimentação do litoral em busca de sossego nas centenas de pousadas e fazendas de turismo rural.

Atualmente, a cadeia do turismo impacta mais de 32 segmentos. A Serra caminha para ser um destino turístico sustentável. Para a vice-presidente da Associação de Hotéis e Pousadas e trade turístico de Urubici (Pouserra), Elisa Liz, toda essa ação de conscientização, sensibilização e aproximação turística da comunidade serrana, aliada a capacitação de atores como a polícia militar, aeronáutica, bombeiros e entidades ligadas à área, fará com que o destino seja competitivo e se aprimore.

“Cada região tem suas particularidades. A nossa, têm belezas naturais que formam cenários fantásticos. Mas, eu defendo sempre que turismo e segurança formam um importante binômio que fará com que a Serra seja um importante destino”.

Policia Militar como referência de cultura e hospitalidade de uma região

 Na sexta-feira 7, 32 policiais militares de todas as regiões do estado participaram da formatura de conclusão do II Curso de Articulação Operacional em Ambientes Turísticos da Polícia Militar. O evento, ocorreu na sede do 6º Batalhão de Polícia Militar de Lages e contou com autoridades militares, civis, familiares e convidados.

Foram 12 dias, 120 horas de capacitação, divididas entre disciplinas especificamente operacionais vinculadas às atividades turísticas, técnicas e teóricas, que permitirão ao policial militar ser um agente de segurança pública especializado em turismo.

Os policiais passaram por instruções táticas, rapel para atuação em apoio a salvamentos, atendimento pré-hospitalar tático para conseguir salvar o companheiro que é baleado em alguma ocorrência, técnicas de direção 4×4 e ambientação turística, interação com guias para conhecer a realidade deles e melhorar a atuação como prestadores de informações turísticas.

 Por muito tempo o conceito de segurança esteve restrito às ações de prevenção e pronta resposta. Porém, é necessário o aprimoramento para uma maior integração entre o policial e as atividades que atraem grande número de pessoas. Saber quem são as pessoas que procuram as alternativas de lazer e o que esperam em termos de infraestrutura e segurança, quais seus anseios, o que as atraem a determinados locais.

“Moradores e visitantes de regiões turísticas não veem mais o policial como um agente de segurança pública, mas também como referência da cultura e hospitalidade de uma região. Ë pensando em melhorar a entrega do nosso trabalho que, pelo segundo ano estamos capacitando nossos policiais militares”, aponta o comandante do batalhão de São Joaquim, tenente Guilherme Wolf, que participou da primeira capacitação e neste ano atuou como o coordenador do curso.

Por Catarinas comunicação || Fotos: Nilton Wolf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um novo conceito de lavação e estética automotiva chega a Lages

Empresário é assassinado com golpe de faca em Lages