dentro

Ventos, granizo e chuva forte causam pânico em Lages

Na ponte próximo ao bar do Gordo e do Fórum Nereu Ramos, a água saiu fora da caixa.

Foto: Márcio Proença/ Esquina das ruas Manoel da Silva Ramos e Boanerges Lopes

No início da noite de domingo (10 de novembro), por volta das 19hs, aconteceu uma chuva forte, que durou aproximadamente 20 minutos, acompanhada de ventos com a velocidade chegando a  68km/h  e granizo na cidade de Lages. Alagamentos, queda de muro e árvores, destelhamento de casas, deslocamento de terra, enxurradas. Só os resgates aquáticos foram mais de 30.

Na esquina das ruas Manoel da Silva Ramos (rua dos fundos da Câmara de Vereadores), com a Boanerges Lopes, no centro de Lages, a situação se complicou, as bocas de lobo não deram conta de escoarem as águas da chuva, alagando a via, impedindo a passagem dos veículos, e a água chegando próximo das portas de algumas residências.

Na Avenida Belizário Ramos, próximo a Floricultura Sempre Verde, a água do rio Carahá, esteve próximo de sair para fora da caixa, impedindo a passagem dos carros, e no mesmo rio, na ponte próximo ao bar do Gordo e do Fórum Nereu Ramos, a água saiu fora da caixa. Na rua Matheus Junqueira no Copacabana, Avenida Dom Pedro II, ruas dos bairros São Francisco, também ficaram inundadas pela água chuva.

Segundo a Defesa Civil, foram registrados registrados problemas em 20 bairros: Araucária, Beatriz, Brusque, Centenário, Centro, Conta Dinheiro, Copacabana, Guarujá, Maria Luiza, Novo Milênio, Passo Fundo, Penha, Sagrado Coração de Jesus, Santa Catarina, Santa Helena, Santa Rita, Santo Antônio, São Francisco, Várzea e São Cristóvão.

Apesar da gravidade da situação, nenhuma pessoa ficou desabrigada, mas havendo a necessidade, a Prefeitura colocará abrigos públicos à disposição. Dados oficiais da Defesa Civil apontam que a velocidade do vento chegou a 68 km/h. Em apenas duas horas, a chuva acumulou 50 milímetros, metade da média de um mês inteiro. O nível do Rio Carahá, que transbordou em alguns pontos, chegou a 3,14 metros.

Texto e Fotos: Márcio Proença

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Povos de Terreiros se organizam para comemorarem os 111 anos da Umbanda

Prefeitura, Hospital Infantil e Ministério Público reforçam Ajustamento de Condutas